Sábado, 19 de Dezembro de 2009

Les Parapluies de Cherbourg

 

 

 

Les Parapluies de Cherbourg de Jacques Demy (França, 1964) Música de Michel Legrand

 

publicado por VF às 15:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 25 de Dezembro de 2008

Natal 1958

Boas Festas!

Descubra as diferenças

 

São Francisco, 1958

 

Eu sou a segunda, a contar da esquerda, na primeira fila. Morávamos desde 1955 em S. Francisco, onde o meu pai era o cônsul de Portugal. Atrás de mim está a minha irmã Cristina. A minha mãe escreveu no meu “Livro de Bébé”:

 

 

Natal de 1958

 

Soraya e Afsaneh Eghbal, Teresa, Carlitos, Mariano, Diego e Belen La Vera, Dominique e Nathalie de Fossey, com a Vera e Cristina na nossa casa, dia de Natal.

 


 

 

As primeiras eram filhas do cônsul do Irão em Francisco e os segundos eram filhos do cônsul de Espanha. Os meus pais gostavam muito de Ahmad Eghbal e da sua mulher, que era francesa, bem como de Carlos e Teresa de La Vera, que reencontrámos dez anos mais tarde em Madrid. Dos Eghbal não soube mais nada mas agora, ao "googlar" o nome, descobri que Afsaneh escreveu dois livros. O primeiro, publicado em 1983, tem por título L'espèce errante.

 

 


publicado por VF às 11:14
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

Natal 1968

 

 

 

 Lisboa, 1968

 

 

Quem se lembra da loja de brinquedos Pinóquio na Praça dos Restauradores? Hoje o espaço é ocupado por uma cervejaria com o mesmo nome. Teriam um fotógrafo de serviço na época do Natal? A qualidade da fotografia leva-me a crer que sim. 

 

Descubra aqui onde encontrei esta fotografia

 

 

 

publicado por VF às 11:54
link do post | comentar | favorito
Domingo, 21 de Dezembro de 2008

Natal 2007

 


 

Lisboa, 2007

© Helena Cardoso

 

 

 

visite o blog da autora aqui

publicado por VF às 13:22
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

Natal

 

 

 

 

 

Uma imagem da mais bela festa de Natal do cinema, a de Fanny e Alexandre, de Ingmar Bergman. Quis rever o filme mas a edição portuguesa em DVD encontra-se esgotada, segundo me disseram na loja, o que até me pareceu bom sinal.

 

No Natal recordo sempre a minha tia-avó Alice, que juntava a família toda numa ceia a seguir à Missa do Galo, na igreja de Santos. Em casa dela o pinheiro era como este e todas as crianças recebiam um brinde. Naquela noite reencontrava ali a magia que o Natal tinha perdido para mim desde o regresso dos Estados Unidos, em 1961.

 

 

 

 

Alice de Barros Pereira de Carvalho

(1917)

 

 

 

publicado por VF às 19:10
link do post | comentar | favorito

pesquisar

mais sobre mim

posts recentes

O Bloco-Notas de José Cut...

Bom Natal

Boas Festas

brinquedos portugueses

Before the Ice

O Bloco-Notas de José Cut...

O Natal Português

O Bloco-Notas de José Cut...

Consoada

Presépio (Barcelos)

tags

todas as tags

links

arquivos

Creative Commons License
This work by //retrovisor.blogs.sapo.pt is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Blogs Portugal

blogs SAPO

subscrever feeds