6.2.16

 

 

 

images-1.png

 

 

 

 

pudor
pu.dor
nome masculino
(do latim pudor, -oris)

 

Embaraço, acanhamento ou sentimento de vergonha tradicionalmente associado ao sexo em geral, à castidade ou à moralidade do recato feminino em particular, e, por isso, negativamente conotado com o resultado de uma repressão ou como obstáculo à livre expressão do desejo. Numa sociedade tolhida por diversas superstições democráticas e que adora ver-se a si mesma como não admitindo constrangimentos, o pudor é muito desvalorizado como sinónimo de escrúpulo ou pejo moral. Como sinónimo de delicadeza, virtude de pudibundos. Dir-se-ia que existe, hoje, um certo pudor de ter pudor. Veja-se, em negativo, e a título de exemplo, a falta de pudor dos governantes e dos candidatos a governantes, os despudores da exibição de figuras públicas, semi-públicas e privadas; o despudor da distribuição de sinecuras e conezias; o despudor da autopromoção, da desonestidade intelectual, das conversas (incluindo as telefónicas) em público, da ignorância, e até da autoflagelação; o impudor dos que, pondo-se nas pontas dos pés, apontam para si próprios; a impudicícia dos que colocam no cartão-de-visita a lista das suas supostas virtudes; enfim, as juras despudoradas do falso pudor.

 

 

 

 

 

 

 

link do postPor VF, às 09:00  comentar

pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Translator
sitemeter
contador sapo