2.4.16

 

 

 

A cromado.jpg

 

 

 

 

assepsia
as.se.psi.a

nome feminino

(do grego a «sem» + sepsia «putrefacção» + ia)


Ausência de micróbios ou outros agentes infecciosos. Limpeza. Desinfecção. Por extensão, ausência de impureza, de mácula. Numa acepção figurativa, horror a terra, bichos, sexo, suor e sangue; ao sol e à chuva; horror à vida e à sua palpitação. Em literatura toma o significado de «sem sabor»: uma escrita asséptica. Aplicado a pessoas, pode falar-se de mentes assépticas: gente que não mata moscas, nem come sardinhas assadas ou deixa cair nódoas. Ou, fazendo-o, não deixa que tal se saiba. São amantes do ambiente, se houver ar condicionado e chão alcatifado. Neste sentido apenas se deve usar com uma boa dose de ironia. São geralmente pessoas sensíveis, do género das que falava Sophia (não são capazes/De matar galinhas/Porém são capazes/De comer galinhas), aqui como sinónimo de hipocrisia. Em política, a assepsia tem uma história trágica enquanto desgosto da diferença e da mistura; e consequente vontade de limpeza.

 

 

 

link do postPor VF, às 09:00  comentar

pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Translator
sitemeter
contador sapo