26.11.10

 

 

 

 

Revista ELLE, 5 Outubro 1967

 

 

 

Devo muito aos jornais e às revistas e a "Elle" francesa é de longe a publicação que me acompanha há mais tempo, e com maior regularidade. Leio-a desde o início dos anos 60, desde que fui morar para o Saldanha, onde o correio a entregava pontualmente todas as semanas, oferta de Pierre e Helène Lazareff ao meu avô.

A "Elle" continua igual ao que era há 50 anos, o que parece um milagre mas é verdade. Apenas desapareceram das suas páginas Marcelle Ségal e Francesco Waldner, infelizmente. Em tudo o mais, a edição francesa, que continua a ser semanal, manteve intacta a qualidade da sua redacção, dos seus colaboradores, do seu design gráfico e do seu conjunto de rubricas. É simplesmente perfeita. Espero que nunca mude.

 

Leia a história da "Elle" aqui

 

Sobre Marcelle Ségal e o seu "Courrier du Coeur" leia aqui

 

link do postPor VF, às 15:31  comentar

De Maria João a 26 de Novembro de 2010 às 21:19
também eu!!!! (espero que nunca mude) :)

De helena cardoso a 26 de Novembro de 2010 às 21:48
Que saudades de - com quinze anos - pedir ao meu pai 12 escudos, aliás 12$50, para comprar a ELLE! Também contribuiu e muito para consolidar o meu francês dado pelas excelentes professoras portuguesas que tive no liceu. Marcelle Ségal :)))

pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Translator
sitemeter
contador sapo