17.1.09

 


 O 'Livro do Bébé' de Cristina

Edição Papelaria da Moda, 1947

 

 

Quando me propus fazer um álbum de família em livro, não tinha escrito uma única palavra, só pensava nas fotografias. Embora naquela altura imaginasse um objecto artesanal e de âmbito restrito, sabia que, antes de mais nada, era essencial encontrar um designer gráfico. Não possuía, simplesmente, conhecimentos à altura das minhas ambições a este nível. Tinha o quadro mais ou menos pensado, mas precisava da moldura. Não sei necessariamente o que procuro, mas não tenho dificuldade em saber do que gosto. E o facto de contratar alguém também funcionaria como compromisso de levar o projecto a bom porto.

 

Uma circunstância feliz pôs-me em contacto com Patrícia Proença, com quem simpatizei de imediato e que descobri conhecer, afinal, do meu passado distante, um passado que ela compreenderia. É, como eu, filha de um diplomata.

 

Propus um regime de sessões de trabalho remuneradas, capítulo a capítulo, para ter sempre as contas em dia na eventualidade de desistência ou impedimento da minha parte.

 

Levava-lhe as fotografias e os textos gravados num CD, passávamos em revista o material e, na sessão seguinte, ela apresentava-me o trabalho impresso, acertávamos correcções e assim por diante, a um ritmo muito variável, condicionado à minha vida e à vida dela. Digitalizei eu todo o material e também restaurei a maior parte das fotografias. Tranquilizava-me imenso o facto de tudo aquilo ir ficando guardado também no computador da Patrícia. Ao longo do trabalho houve um ou outro intervalo maior, a certa altura uma interrupção de quase um ano, mas sem nunca pôr em causa o projecto.


 

Em 2004, a Patrícia fez o design e a ilustração de A Moira Encantada, de Almeida Garrett, um livrinho que me é particularmente caro.

 

A Moira Encantada.jpeg

 

 

Quanto a Retrovisor, um Álbum de Família, O ano de 2008 foi dedicado a revisões, em que trabalhámos lado a lado, por sessões de duas horas. A Patrícia acolheu sempre todas as minhas escolhas com o bom humor que a caracteriza e uma abertura total, e manifestou sempre um entusiasmo sincero pelas fotografias e documentos que lhe fui apresentando.

 

Quando o meu livro sair, e apesar do alívio de termos chegado ao fim de um trabalho tão moroso, sei que vamos sentir a falta uma da outra pois divertimo-nos muito.

 

Espreite o portfolio de Patrícia Proença aqui 

 

A Moira Encantada aqui

 

Mais sobre o meu Álbum de Família aqui e também aqui

link do postPor VF, às 15:03  comentar

pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Translator
sitemeter
contador sapo