10.1.09

 

 

Vasco Luís e Gonçalo Luís c. 1941

 

O meu pai teria aqui uns dezoito ou dezanove anos. Gonçalo, seu primo-direito, era um pouco mais velho. Um como outro eram filhos únicos e cresceram quase como irmãos. Escolheram ambos a carreira diplomática mas não o mesmo curso. O meu pai estava matriculado em Coimbra, em histórico-filosóficas, mas julgo que só lá ia para os exames pois trabalhava em Lisboa. Deve ter sido por esta altura que leu La Chartreuse de Parme, Les Liasons Dangereuses e Dom Quixote de la Mancha. Foi uma época de grandes descobertas pela mão do professor Agostinho da Silva, entre outros mestres.

 

A fotografia, por não ser inédita, não fará parte de “Retrovisor, um Álbum de Família”. Foi publicada em 1984 no catálogo de uma exposição de pintura do meu pai. É da autoria de Francisco da Silva Fernandes, amigo de toda a vida dos meus pais e toda a vida fotógrafo amador apaixonado.

 

Se é a primeira vez que visita este blog, leia também aqui. 

 

 

link do postPor VF, às 12:57  comentar

pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Translator
sitemeter
contador sapo